Rebeldia – Capítulo 20

As emoções do último capítulo da primeira temporada de Rebeldia.

0
526
portal-comenta-rebeldia--captulo-20

CENA 1 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

ETHEL (irritada): E a gente vai ficar olhando um para a cara do outro até ele acordar e vir pra cá?

VANESSA (nervosa): A gente não tem o que fazer!

CAROLINA: E se a gente pedir ajuda na recepção? Eles podem ter telefone fixo! 

ETHEL: Acho que a gente está pirando à toa. Ele não vai ser louco de fazer algo contra nós todos. 

CAROLINA: Ele está aqui para se vingar. Ele me culpa pela morte do pai dele. Ele pode até não machucar vocês, mas ele pensou que tinha conseguido me matar e ia tirar o Charles do caminho se eu não tivesse chego.

VITÓRIO: Eu vou ir pedir ajuda para o Túlio.

GABRIEL: A gente precisa ficar todos juntos! Vamos junto com o Vitório.

CAROLINA: A gente pode aproveitar que o Vitório vai lá e ir arrumando as coisas.

ETHEL: Pela primeira vez ela tem razão. A gente precisa adiantar caso a gente consiga alguém que nos tire daqui.

LUCAS: Então não vamos perder tempo!

Vitório vai em direção à recepção e Ethel vai junto, enquanto isso, os outros ficam arrumando as coisas. Corta para:

CENA 2 – EXT. / TRILHA – DIA.

Carlos Eduardo acorda no chão e machucado e levanta.

CARLOS EDUARDO (com ódio): Aquela desgraçada…

Ele vai em direção ao acampamento. Corta para:

CENA 3 – INT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/RECEPÇÃO – DIA.

Vitório e Ethel tocam a campainha para falarem com Túlio. Túlio demora uns segundos e aparece.

TÚLIO: Aconteceu alguma coisa?

VITÓRIO: Eu posso usar o telefone fixo de vocês? É questão de vida ou morte!

TÚLIO: Claro!

Túlio pega o telefone de dentro do balcão e Vitório disca para a polícia. Nesse instante, Carlos Eduardo chega e o acerta na cabeça com um pedaço de madeira. Ethel e Túlio ficam em choque.

CARLOS EDUARDO: Acharam que ia ser tão fácil?

ETHEL (apavorada): Por favor, não me machuque! 

CARLOS EDUARDO: Aonde é que ela está?

ETHEL (apavorada): Ela está no acampamento! Tem muita gente com ela, você não vai conseguir!

CARLOS EDUARDO: Então você vai me ajudar!

ETHEL (apavorada): Não! Eu não posso fazer isso!

TÚLIO: O que está acontecendo aqui?

Carlos Eduardo quebra o telefone.

CARLOS EDUARDO: Fica na sua que ninguém se machuca! E você – olhando para Ethel – Vem comigo!

ETHEL (sendo carregada pelo braço): Não, por favor!

Carlos Eduardo leva Ethel para um canto na rua.

ETHEL (chorando): Por favor, não me machuque!

CARLOS EDUARDO: É o seguinte! O meu carro está ali e eu vou ficar aqui. Você vai lá e trás a Carolina até mim e ninguém mais se machuca.

ETHEL (chorando): O que você vai fazer com ela?

CARLOS EDUARDO: Agora você vai fingir que se importa? Ontem dormiu com o namorado dela e hoje está querendo ser a salvadora da pátria?

ETHEL (chorando): Eu só não quero machucar ninguém!

CARLOS EDUARDO: Ou você me ajuda. Ou você morre no lugar dela!

Ethel fica sem reação. Corta para:

CENA 4 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Lucas fica tentando buscar sinal no celular até que consegue. 

LUCAS: Eu consegui sinal! Eu consegui sinal no celular! Eu vou pedir para o meu pai entrar em contato com o homem da topic e dizer que é urgente.

GABRIEL: Você não acha melhor falar?

LUCAS (gravando áudio): Miguel, tem um homem aqui querendo machucar a Carolina e o homem da topic não está aqui para levar a gente embora. Ele está desacordado na trilha. Desculpe falar isso assim, mas a gente precisa de ajuda. O sinal está ruim. 

Lucas encaminha a mensagem para Miguel. Corta para:

CENA 5 – EXT. / ESTRADA – DIA.

Miguel e André preocupados estão à caminho do hotel fazenda.

MIGUEL (nervoso): Será que foi melhor a gente ter deixado o Willian sozinho em casa?

ANDRÉ (nervoso): Claro que sim! Ele não é um bebê, e trazer seria coloca-lo em risco. Vai saber quem é esse cara que está lá?

MIGUEL (nervoso): Eu sabia que não devia ter deixado ele ir nessa viagem… eu sabia!

ANDRÉ (nervoso): A gente não tem como adivinhar as coisas meu amor. Em qualquer lugar vai ter gente ruim, e a gente nem sabe o que está acontecendo. Fique calmo!

MIGUEL (nervoso): Como eu vou ficar calmo? Você ouviu o áudio? Eu estou em pânico!

CENA 6 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Ethel vai até Carolina em muito nervosa.

CAROLINA: O que aconteceu? Cadê o Vitório?

ETHEL: O Vitório está com a polícia no telefone, mas eles querem falar com a vítima. Acho que eles acham que é trote…

Carolina irritada vai em direção à recepção. Ethel continua nervosa e Vanessa percebe a inquietação da garota.

VANESSA: O que está acontecendo?

ETHEL (desesperada): Me desculpa! Me desculpa! Me desculpa!

Ethel repete várias vezes e se senta no chão em prantos.

CHARLES: O que está acontecendo Ethel?

De longe, Charles vê Carolina sendo levada por Carlos Eduardo e sai correndo, mas é tarde demais. Vitório sai da recepção machucado junto com Túlio.

TÚLIO: Eu consegui sinal no celular e chamei a polícia, mas eles disseram que iam demorar um pouco.

CHARLES (grita): Você fez ela ir até ele? Você a levou para aquele assassino? Que tipo de pessoa você é?

ETHEL (chorando): Eu juro que não queria! Ele me obrigou! Ele disse que me mataria!

CHARLES (grita): Ele tinha uma arma?

ETHEL (chorando): Não, mas…

CHARLES (grita): Então como ele mataria você? Você alguma vez tentou usar o cérebro que você tem?

ETHEL (chorando): Eu juro que não queria machuca-la.

CHARLES (grita): Saiba que se algo acontecer com ela, a culpa é sua! Foi você que trouxe esse homem pra cá e foi você quem fez ela ir ao encontro dele.

TÚLIO (grita): Vocês podem se acalmar? A polícia já está vindo e eu vou atrás deles com o meu carro. Não devem ter ido muito longe!

Túlio corre até seu carro e entra. Charles entra em seguida.

TÚLIO: O que você está fazendo? Você é de menor. Eu não posso me responsabilizar!

CHARLES: Anda de uma vez que aquele homem vai tentar matar a minha namorada!

CENA 7 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/SALA DE ESTAR – DIA.

Nádia está em uma ligação tensa e desliga o celular nervosa.

HELOÍSA (preocupada): Aconteceu alguma coisa? A senhora parece que viu um fantasma.

NÁDIA: A minha filha se meteu em mais uma. O André me ligou e disse que o filho dele mandou uma mensagem pedindo ajuda. Eu preciso ir pra lá…

LOURENÇO (preocupado): O que aconteceu com a Carolina?

NÁDIA: Parece que tem um homem querendo machucar nossa filha. Eu não sei bem, só sei que preciso ir pra lá!

LOURENÇO: Eu vou com você!

NÁDIA: Não tenho tempo pra discutir agora! Vamos! 

HELOÍSA: Mandem notícias!

NÁDIA: Você faz um favor pra mim? Na agenda tem o número do Alexandre, o pai do Gabriel, acho que é bom ele saber que tem algo acontecendo. E eu não sei o número do pai do Charles, mas se você conhecer alguém que tenha, pode avisar ele também.

Os dois saem apressados. Corta para:

CENA 8 – EXT. / ESTRADA – DIA.

Carlos Eduardo em alta velocidade junto de Carolina. Ele olha pelo retrovisor e percebe que está sendo seguido. 

CARLOS EDUARDO: Parece que o seu namoradinho veio atrás de você. Será que eu vou ter que matar dois ao invés de um?

CAROLINA: Por que você está fazendo isso comigo?

CARLOS EDUARDO: Você matou a única pessoa que eu tinha nessa vida!

CAROLINA (grita): Eu não matei seu pai!

CARLOS EDUARDO: Você pode ficar calminha que eu sei muito bem o que acontecia naquela casa e nas suas festinhas. Vai querer pagar de boa moça? Seu nome estava até na boca dos traficantes do bairro. 

CAROLINA (chorando): Eu nunca fiquei com traficante!

CARLOS EDUARDO: Não que você soubesse né? A vagabunda do bairro agora quer se pagar de boa moça? Você fazia uma festa por mês e ficava com qualquer um. O que tinha de diferente no meu pai?

CAROLINA (chorando): Ele invadiu minha casa! Foi um acidente!

CARLOS EDUARDO (grita): Mentira! Eu tenho certeza que você provocou ele e na hora H, fugiu. Você desistiu e atirou ele da escada!

CAROLINA: Você ficou louco? Eu jamais mataria alguém!

CARLOS EDUARDO: Eu tirei a prova nesses dias com você! Você usa qualquer pessoa ao seu favor. Não liga para os sentimentos de ninguém.

CAROLINA (chorando): O que você vai fazer comigo? Me deixa ir embora!

CARLOS EDUARDO: Eu vou sumir com você. E você vai encontrar meu pai no inferno.

Carolina se desespera mais ainda e parte para cima de Carlos Eduardo.

CARLOS EDUARDO (nervoso): O que você está fazendo?

CAROLINA (mexendo no volante): Quer me matar? Então nós dois vamos morrer!

CARLOS EDUARDO (grita): Ficou louca?

Carolina continua mexendo no volante e o carro começa a ‘dançar’ na estrada. Os dois continuam uma briga no volante. Carlos Eduardo perde a direção e o carro vai em direção à um morro. Enquanto o carro capota, os dois se olham. O carro para após capotar seis vezes, de cabeça para baixo, e os dois estão muito machucados. Carolina abre os olhos.

CAROLINA (sem força): Socorro! Alguém me tira daqui.

Carolina tenta tirar o cinto, mas não consegue pois seu braço está muito machucado. Carlos Eduardo acorda. Corta para:

CENA 9 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Nádia, Lourenço, Miguel e André estão conversando com os adolescentes sobre o que realmente aconteceu e Nádia fica em choque ao saber que Carlos Eduardo é filho de Edmundo. Lourenço não consegue entender como Nádia escondeu o que aconteceu dele. André e Miguel abraçam Lucas. Corta para:

CENA 10 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Ethel está sentada no chão e Nádia vai até ela.

NÁDIA: Você está bem?

ETHEL (aos prantos): Eu juro que não queria machuca-la. 

NÁDIA: Fique calma! Você não tem culpa!

ETHEL (aos prantos): Foi eu quem trouxe o Carlos Eduardo pra cá. 

NÁDIA: Você não podia imaginar!

ETHEL (aos prantos): Eu juro que não queria fazer nada para machuca-la.

NÁDIA: Fique calma! A polícia já está em contato com o Charles e logo a Carolina vai estar de volta.

Nádia se afasta. Corta para:

CENA 11 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

A polícia fala com Vanessa e Vitório, que conta como Carlos Eduardo o atingiu pelas costas. Corta para:

CENA 12 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Lucas se afasta de todos e Gabriel vai até ele. De longe, Miguel e André ficam cuidando dos dois.

LUCAS: Que loucura!

GABRIEL: Assustado com o mundo real?

LUCAS: Assustado com a insanidade das pessoas!

GABRIEL: Pois é… e a gente acha que nunca vai acontecer com a gente!

LUCAS: Estava tão bom e tinha que terminar assim?

GABRIEL: Ainda não terminou! Carolina logo vai estar de volta e a gente vai poder continuar o que seja que começou aqui.

Lucas sorri. Os dois se abraçam.

LUCAS: Obrigado pelos dias incríveis!

GABRIEL: Obrigado por me fazer tão feliz em tão pouco tempo!

ALEXANDRE: O que está acontecendo aqui?

Gabriel se afasta de Lucas assustado. 

GABRIEL: Pai?

Gabriel e Lucas se olham sem reação. Corta para:

CENA 13 – EXT. / ESTRADA – DIA.

Túlio e Charles estão olhando o carro de cima.

CHARLES: Faz dez minutos que falei com a polícia e nada ainda. Nenhum dos dois saiu do carro! Eles podem estar… eu preciso descer lá!

TÚLIO: Ficou louco? Olha a distância que eles estão!

CHARLES: Eu preciso ir ajuda-la!

Charles vai se aproximar do morro para descer, mas o carro explode.

CHARLES (grita desesperado): CAROLINA!

CONTINUA…

Curtiu o capítulo? Ansioso para a próxima temporada? Comente! Sua opinião é muito importante para o autor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here