Rebeldia – Capítulo 19

O grupo de amigos em perigo no penúltimo capítulo da temporada de Rebeldia.

0
471
portal-comenta-rebeldia--captulo-19

CENA 1 – EXT. / CACHOEIRA – DIA.

Carlos Eduardo sorri ao ver que Carolina desmaiou e desce a cachoeira. Antes de sair, olha na direção em que ela caiu.

CARLOS EDUARDO: Isso é por você ter matado a única pessoa que eu tinha no mundo. Talvez vocês se encontrem no inferno!

Ele entra na trilha para voltar ao acampamento. Corta para:

CENA 2 – EXT. / TRILHA – DIA.

Charles está voltando para o acampamento arrasado quando para e decide voltar.

CHARLES: Ela não pode estar fazendo isso comigo! Eu preciso me explicar! Eu preciso que ela me escute!

Ele volta em direção à cachoeira e dá de cara com Carlos Eduardo.

CHARLES: O que você está fazendo aqui? Aonde é que está a Carolina?

CARLOS EDUARDO: Meu cigarro acabou e eu vou voltar para pegar. E aonde você vai?

CHARLES: Eu vou falar com a minha namorada!

CARLOS EDUARDO: Qual é a parte que ela já está em outra que você não entendeu?

CHARLES: Isso tudo é um mal entendido!

CARLOS EDUARDO: Deixa de ser idiota! A Carolina nunca foi garota de um homem só, você ouviu os próprios colegas dela falando. O que você vai querer com uma garota dessas?

CHARLES: Eu a amo!

CARLOS EDUARDO: Deixa de ser cafona. Seja homem!

CHARLES: Você pode seguir seu caminho, eu vou ir falar com ela.

CARLOS EDUARDO: Qual é a parte que ela não quer falar com você que você não entendeu?

CHARLES: E qual é a parte em que eu eu digo que vou falar com ela de qualquer maneira que você não entendeu?

Carlos Eduardo percebe que Charles não vai desistir de voltar para a cachoeira e pega um canivete em seu bolso e aponta para ele.

CARLOS EDUARDO: Qual é a parte que eu não vou deixar você voltar que você não entendeu?

CHARLES: O que é isso? Ficou louco?

CARLOS EDUARDO: A sua namorada já era! E pelo jeito você também.

CHARLES (ficando preocupado): Do que você está falando?

CARLOS EDUARDO: Você acha que eu vim para esse fim de mundo fazer o que? Ficar com um bando de adolescentes idiotas por vontade própria? 

CHARLES: Do que você está falando?

CARLOS EDUARDO: Contando que já se foram mais de dez minutos embaixo d’água, sua namorada morreu.

Charles fica sem reação. Corta para:

CENA 3 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ BARRACA DE GABRIEL E LUCAS – DIA.

Gabriel e Lucas estão deitados abraçados e olhando um para o outro.

GABRIEL: Você imaginou que isso ia acontecer quando decidiu vir?

LUCAS: Não, mas no fundo eu queria.

Os dois se beijam, mas depois de um tempo percebem que está tudo em silêncio.

GABRIEL: Você não está achando estranho esse silêncio?

LUCAS: Será que estão todos dormindo ainda?

GABRIEL: Acho que está na hora de a gente se levantar né?

LUCAS: Por mim eu ficava aqui com você até o dia de a gente ir embora.

Gabriel beija Lucas.

GABRIEL: Eu também, mas é melhor a gente se levantar antes que a Carolina entre aqui sem pedir permissão.

LUCAS: Então é melhor mesmo. 

Os dois vestem a camiseta e abrem a barraca. Ethel está lendo um livro sentada, enquanto Vanessa e Vitório estão dentro da barraca.

GABRIEL: Aonde está todo mundo?

ETHEL: Parece que a Carolina está pegando o Carlos Eduardo na cachoeira e o Charles foi atrás deles.

GABRIEL: Que história é essa?

Vanessa sai da barraca.

VANESSA: Você esqueceu de dizer que passou a noite com o Charles.

GABRIEL (surpreso): O que?

ETHEL: É, mas eu não tive culpa. Só aproveitei o momento!

GABRIEL: Aonde fica a cachoeira?

LUCAS: O moço da recepção disse que era só seguir aquela trilha, não?!

GABRIEL: Você vai comigo?

LUCAS: Claro!

Os dois vão em direção à trilha.

ETHEL: Não sei o motivo de todo esse furdunço. 

VANESSA: Abre o jogo para mim. Você dormiu mesmo com o Charles: 

ETHEL: Apesar de causar a discórdia muitas vezes, você já viu eu mentir alguma vez? Só abro a minha boca quando eu tenho certeza!

VANESSA: E quando disse que a Carolina matou um cara?

ETHEL: Não é uma mentira dependendo do ponto de vista.

As duas continuam conversando. Corta para:

CENA 4 – EXT. / TRILHA – DIA.

Carlos Eduardo continua apontando o estilete para Charles.

CHARLES: Quer dizer que você se aproximou da Ethel na intenção de machucar a Carolina?

CARLOS EDUARDO: O homem que ela matou me criou! Era meu pai! Ele tinha problema com bebidas, mas não era um monstro. Não merecia o que ela fez com ele!

CHARLES: Ele tentou estupra-la!

CARLOS EDUARDO (ri): Você realmente não conhece a Carolina né? Ela saia com quem quisesse. 

CHARLES: É muito diferente ela sair por vontade própria do que ter um invasor na própria casa tentando força-la a fazer algo que ela não queria no momento.

CARLOS EDUARDO: Dizem que ele caiu da escada, mas não é muito estranho que ele tenha caído e ela não tenha chamado ajuda? Você acha mesmo que não foi ela quem jogou ele? Ela é perigosa! Ela usa as pessoas! E se ela provocou ele e depois deu para trás?

CHARLES: Isso não o torna menos culpado de tentar algo a força. De ter invadido a casa dela! 

CARLOS EDUARDO: É muito fácil para vocês, filhinhos de papai simplificarem tudo. As mulheres de hoje em dia não se dão ao respeito, por que a gente tem que dar? Ela merecia! A gente não tinha ficado, ela não quis. Foi você chegar para ela me beijar e me usar como sempre faz.

Charles que está de frente para Carlos Eduardo percebe um movimento atrás do criminoso, mas ao perceber que se trata de Carolina machucada, não diz nada. A garota acerta Carlos com um pedaço de madeira e o mesmo cai desacordado. Charles abraça Carolina.

CHARLES: Graças a Deus você está bem!

CAROLINA (gaguejando de frio e nervoso): Ele me empurrou lá de cima! Ele tentou me matar!

CHARLES: Ele é filho do homem que tentou contra você.

CAROLINA: O que?

CHARLES: Agora não temos tempo, ele é perigoso! A gente precisa voltar ao acampamento e avisar os outros.

Gabriel e Lucas chegam e percebem que Carlos Eduardo está desmaiado e Carolina machucada.

GABRIEL: O que está acontecendo aqui?

CAROLINA: Ele tentou me matar! A gente precisa sair daqui antes que ele acorde!

LUCAS: O que? Do que vocês estão falando?

CHARLES: Ele é filho do homem que tentou estuprar a Carolina e a culpa pela morte dele. Ele se aproximou da Ethel com a intenção de se aproximar e machucar a Carolina. 

LUCAS: Não é melhor a gente levar ele e prende-lo?

CHARLES: E se ele acordar no caminho? Não temos nada para prende-lo.

GABRIEL: Então vamos correr antes que ele acorde.

Os quatro vão para o acampamento. Corta para:

CENA 5 – INT. / APARTAMENTO DE MIGUEL E ANDRÉ/QUARTO DE WILLIAN – DIA.

Miguel bate na porta e entra no quarto enquanto Willian está jogando no celular.

MIGUEL: Alguma notícia do seu irmão? Ele não mandou mais nada no grupo!

WILLIAN: Ele postou essa foto mais cedo.

Ele mostra uma foto dele junto de Gabriel, ambos sem camiseta, na barraca.

MIGUEL: Mas ele não falou mais nada?

WILLIAN: Eu até mandei mensagem para ele, mas acho que está sem área. Ainda não recebeu!

MIGUEL: Qualquer coisa você me avisa.

WILLIAN: Pode deixar!

Miguel sai do quarto. Corta para:

CENA 6 – INT. / APARTAMENTO DE MIGUEL E ANDRÉ/QUARTO DO CASAL – DIA.

Miguel se deita ao lado de André. 

ANDRÉ: Ele pode ter ficado sem bateria ou até mesmo sem área. Fica tranquilo!

MIGUEL: Estou preocupado com outra coisa.

ANDRÉ: O que aconteceu?

MIGUEL: O Willian me mostrou a última foto que ele postou no story.

ANDRÉ: Como assim? Pensei que ele não usava o instagram. Mandei solicitação e ele não aceitou até agora.

MIGUEL: Ele postou uma foto de dentro da barraca com o Gabriel. Eles pareciam tão…

ANDRÉ: Tão?

MIGUEL: Íntimos.

ANDRÉ: Você está querendo insinuar que ele é gay?

MIGUEL: Não sei, ele é tão fechado. Será que é por isso? 

ANDRÉ: A gente vai precisar conversar com ele quando voltar. A gente sabe bem como é difícil essa vida e tudo é tão novo para ele.

MIGUEL: A gente precisa chegar nesse assunto de forma natural.

ANDRÉ: Fica tranquilo que a gente não vai afasta-lo da gente. Essa época já passou, somos uma família! E é nosso dever como pais conversar e deixar ele ciente que estamos aqui para conversar sobre qualquer assunto.

Os dois se beijam. Corta para:

CENA 7 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/ACAMPAMENTO – DIA.

Charles ajudando Carolina a correr, Lucas e Gabriel chegam no acampamento. Vanessa, Ethel e Vitório estão jogando e se assustam com os colegas.

VANESSA (preocupada): O que aconteceu?

CAROLINA (diretamente para Ethel): Aquele homem que você trouxe para o acampamento tentou me matar! Ele é filho do cara que tentou me estuprar e veio com a intenção de se vingar. Você entende o quanto isso é grave? Se eu estou aqui agora é por um milagre, por que ele me jogou da cachoeira e eu fiquei desacordada por alguns segundos. E sabe de uma coisa? A única culpada disso tudo é você! Foi você quem o convidou pra cá na intenção de me provocar, por que sabia que ele “era afim de mim”. Confessa! Agora você passou de todos os limites!

VANESSA: E onde ele está?

CAROLINA: Desacordado na trilha. Ele estava ameaçando Charles com um estilete, quando sai da cachoeira e vi, fui obrigada a acerta-lo.

ETHEL (horrorizada): A gente precisa ir embora daqui!

VITÓRIO (com medo): Como vamos embora se o motorista da topic só vem daqui dois dias?

O grupo não esconde o medo. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 19

Curtiram o capítulo? Deixe sua opinião nos comentários, ou em uma mensagem privada, temos também twitterfacebook… um escritor não é nada sem os leitores. Sua opinião é importante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here