Rebeldia – Capítulo 16

Lourenço aparece na casa de Nádia após perder tudo. Leia as emoções do décimo sexto capítulo de Rebeldia.

0
508
portal-comenta-rebeldia--captulo-16

CENA 1 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/BARRACA DE GABRIEL E LUCAS – DIA.

Após o beijo, Gabriel fica sem reação e se afasta ainda mais de Lucas.

GABRIEL: Desculpa.

Gabriel se vira para sair da barraca, mas Lucas o impede pegando-o pelo braço.

LUCAS: Aonde você vai?

GABRIEL: Vou pegar um ar.

LUCAS: Não. Fique aqui!

GABRIEL: Eu não sei o que me deu na cabeça.

LUCAS: Eu também quis. 

GABRIEL: Mas?

LUCAS: Eu tenho um irmão que sempre sofreu por ser quem ele é.

GABRIEL: Ele é gay?

LUCAS: Não. Ele nem sabe o que ele é ainda. Mas ele sempre sofreu e eu sempre o defendi. 

GABRIEL: E o que muda?

LUCAS: Imagina se os caras descobrem que eu fico com garotos? Qual a moral que eu vou ter em defender meu irmão?

GABRIEL: Eu acho que se meu pai descobrir ele me mata. De verdade e sem exagero.

LUCAS: Quando você estava na praia eu senti atração por você, mas você estava muito bêbado e eu não sabia se seria correspondido.

GABRIEL: Foi naquele dia que você me ajudou que te vi com outros olhos pela primeira vez.

LUCAS: O que fazemos agora?

GABRIEL: Eu não sei! A gente finge que nunca aconteceu ou vive um dia de cada vez? Acho que ninguém precisa saber mais do que a gente queira.

LUCAS: Será?

Gabriel acaricia o rosto de Lucas que se afasta em um primeiro momento, mas volta atrás.

LUCAS (ri): Isso é muito louco! Eu nunca imaginei viver isso.

GABRIEL: Então vamos viver juntos e ver no que isso dá.

LUCAS: E se der errado? Não queria ter que perder um amigo caso isso não dê certo.

GABRIEL: Não vai perder!

Os se olham profundamente e a música “Seu Costume – Bruno Gadiol ft. Gabriel Nandes” começa a tocar. Quando os lábios de ambos estão se encontrando, Carolina abre a barraca e os dois se afastam rapidamente.

CAROLINA: Já está anoitecendo, vamos pegar lenha para a fogueira?

GABRIEL: Claro! Vamos!

CAROLINA: Aconteceu alguma coisa? Está estranho!

GABRIEL: Não! Estava quase dormindo, me assustei com você.

Carolina entra na barraca.

CAROLINA: A Ethel trouxe um garoto estranho pra cá. 

GABRIEL: Como assim um garoto estranho?

CAROLINA: Ele é mais velho, chegou faz pouco tempo. Parece que ele vai ficar na barraca com ela!

GABRIEL: Como alguém pode querer aquela garota?

CAROLINA: Quem sabe assim ela deixa de infernizar a vida dos outros. Agora vamos!

Os dois saem, Gabriel olha para Lucas.

GABRIEL: Quer vir com a gente?

LUCAS: Não. Vou descansar enquanto isso.

Gabriela e Carolina saem. Lucas se deita pensativo. Corta para:

CENA 2 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/CAMPING – NOITE.

Todos estão em uma roda, Carolina e Gabriel chegam com a lenha. Lucas ajuda Charles acender o fogo. 

CAROLINA: Se eu soubesse que ficariam com a gente, poderiam ter ido pegar a lenha também.

ETHEL: Eu fiz a minha unha antes de vir para cá. Desculpe não poder ajudar!

CARLOS EDUARDO: Sem problemas gata, da próxima vez me chama que eu vou. – ele pisca um olho para Carolina antes de terminar a frase.

CAROLINA: Pensando bem eu dispenso a ajuda.

VITÓRIO: Olha o que eu trouxe!

Vitória pega da mochila uma garrafa de vodka.

VANESSA: Agora sim está falando a minha língua!

ETHEL: Eita, que essa viagem promete!

Ethel e Carlos Eduardo se olham de um jeito suspeito. Corta para:

CENA 3 – INT. / RESTAURANTE – NOITE.

Ao som de “Um Dia Após o Outro – Tiago Iorc”, André e Miguel jantam com o Willian. O celular dos três tocam ao mesmo tempo e eles se olham. Willian pega seu celular e ri com o que vê.

WILLIAN: Parece que o Lucas fez um grupo da família.

André e Miguel pegam o celular e riem ao ver.

ANDRÉ: Viram a foto que ele mandou? O lugar parece ser lindo!

MIGUEL: Espero que ele esteja aproveitando!

O pedido chega e os três largam os celulares para comer. Corta para:

CENA 4 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/QUARTO DE NÁDIA – NOITE.

A campainha toca. Ela já está vestida para dormir, mas levanta da cama. Ela desce as escadas e a campainha não para de tocar.

NÁDIA: Já vai… calma!

Nádia abre a porta e dá de cara com Leon.

NÁDIA (surpresa): O que você está fazendo aqui? Ficou louco? 

LEON: Eu não aguento mais Nádia. A gente precisa conversar! Você precisa me deixar entrar!

NÁDIA: Eu já disse que acabou! 

LEON: Eu preciso falar com você para conseguir seguir com a minha vida. A gente precisa conversar!

NÁDIA: Se eu deixar você entrar PARA CONVERSAR, você promete que depois vai embora seguir com a sua vida?

LEON: Prometo!

Leon entra e Nádia fecha a porta. Corta para:

CENA 5 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/CAMPING – NOITE.

Todos estão bebendo enquanto Charles toca violão e canta. Em determinado momento ele para de cantar e se levanta.

CHARLES: Acho que exagerei um pouco.

CAROLINA: Não acredito que você é assim fraquinho.

ETHEL: Qualquer um é mais fraco que você na bebida né Carolina. Em uma vida não muito distante cachaça era como água para você.

CAROLINA: Porque você não cuida da sua vida?

ETHEL: Ué, mas não é verdade? Eu lembro bem das festinhas na casa da ilha antes de você matar aquele cara.

CAROLINA (irritada): Estava demorando né?!

CARLOS EDUARDO: Você matou um cara? 

CAROLINA: Essa garota que é retardada. Um homem invadiu a minha casa e tentou me pegar a força, caiu da escada e aconteceu o pior.

ETHEL: Mas o que me disseram foi que ele já tinha ficado com você em uma das festas e queria repetir o prato.

CAROLINA (irritada): Você está tentando me tirar do sério? Você estava lá? Você presenciou o que eu presenciei?

ETHEL: Não, mas eu estava nas festas que você fazia e era difícil você não ir para a cama com pelo menos três na noite.

Charles olha para Carolina e tonto vai para a barraca.

ETHEL: Seu namorado não sabia disso?

CAROLINA: Você não vai conseguir estragar as minhas férias com o seu veneno.

ETHEL: Não sabia que verdade era conhecida como veneno.

CAROLINA: Você me paga!

ETHEL: Olha… a verdadeira Carolina está aparecendo.

VANESSA: Nem perde tempo Ethel, essa daí pegou gosto pela vida de mentirinha que está levando. 

CAROLINA: Do que você está falando?

VANESSA: Eu sempre fui sua amiga e não é de um dia para o outro que você vai se transformar nessa garota recatada e do lar né? Não vai demorar muito para a verdadeira Carolina querer aparecer.

CAROLINA: As pessoas mudam!

VANESSA: Uma vez podre sempre podre.

CAROLINA (com os olhos cheios d’água): Vocês deveriam tentar mudar também. Talvez seriam mais felizes…

GABRIEL (se levanta): O clima pesou, eu vou dormir.

LUCAS (se levanta em seguida): Também vou!

Os dois vão para a barraca e Carolina para a dela. Ethel e Vanessa começam a rir. 

VITÓRIO: Vocês pegaram pesado com a garota!

ETHEL: E quem se importa?

CARLOS EDUARDO: Ela era assim mesmo como vocês falaram?

VANESSA: Muito pior! As frustrações dela ela tentava esquecer com festas, bebidas, maconha e homens.

Carlos Eduardo não esconde o interesse na garota e ri. Corta para:


CENA 6 – EXT. / HOTEL FAZENDA VALE DAS GRUTAS/BARRACA DE GABRIEL E LUCAS – NOITE.

Gabriel e Lucas estão deitados em silêncio sem camiseta. Os dois ficam olhando um para o outro de soslaio, mas não conseguem ter atitude para a situação em que estão vivendo. Gabriel se vira para dormir. Ao som de “Casa na Árvore – Gabriel Nandes”, Lucas se aproxima dele e o abraça. Gabriel sorri. Os dois pegam no sono abraçados.

CENA 7 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/SALA DE ESTAR – NOITE.

Nádia e Leon estão sentados sem falar nada.

NÁDIA: O que você quer conversar?

LEON: Porque não estamos juntos? Eu só quero saber o verdadeiro motivo!

NÁDIA: Eu preciso falar? São vários os motivos que tornam essa relação impossível.

LEON: Idade? a Carolina? Semana que vem eu faço 18 anos e eu já não estou mais no mesmo colégio que sua filha. Eu pedi transferência!

NÁDIA: Você não entende!

LEON: Se eu fiz você tão feliz no pouco tempo que estivemos juntos, por qual motivo não podemos continuar isso? 

NÁDIA: Porque eu não posso usar você. Eu ainda amo o meu ex-marido.

LEON: É mentira! Eu sei que isso é mentira!

NÁDIA: Eu só quero que você supere e seja feliz.

LEON: Se fosse ao contrário e eu fosse mais velho que você, será que seria um tabu? Ou a idade não teria tanta importância?

NÁDIA: Eu não quero mais conversar sobre isso!

LEON: Então eu quero que você olhe nos meus olhos e diga que não sente mais nada por mim. 

Nádia olha nos olhos de Leon, mas não consegue falar nada. O momento é interrompido pela campainha.

NÁDIA (preocupada): Você precisa se esconder! E se for a Carolina que volrou antes e esqueceu as chaves? Ela não pode te ver!

LEON: Você não consegue falar porque sente o mesmo que eu!

NÁDIA (preocupada): Se esconde!

Leon vai para a cozinha. Nádia abre a porta e dá de cara com Lourenço todo machucado.

NÁDIA: Lourenço? O que aconteceu com você?

LOURENÇO: Eu perdi tudo Nádia! Eu perdi tudo!

Nádia fica sem reação. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 16

Curtiram o capítulo? Deixe sua opinião nos comentários, ou em uma mensagem privada, temos também twitterfacebook… um escritor não é nada sem os leitores. Sua opinião é importante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here