Rebeldia – Capítulo 12

Carolina faz uma descoberta no dia do casamento de seu pai. Leia as emoções do décimo segundo capítulo de Rebeldia.

0
548
portal-comenta-rebeldia--captulo-12

CENA 1 – EXT. / PRAÇA DA CIDADE – DIA.

Ao som de “Seu Costume – Bruno Gadiol part. Gabriel Nandes”, Carolina e Charles afastam os lábios.

CHARLES: Eu quero fazer isso há muito tempo.

CAROLINA (sem graça): E porque você iria querer fazer isso?

CHARLES: Você ainda não entendeu que eu estou apaixonado por você?

Carolina fica sem reação. Corta para:

CENA 2 – INT. / CASA DE MELISSA E LOURENÇO/QUARTO DO CASAL – DIA.

Lourenço se prepara para sair e Melissa está deitada na cama.

MELISSA: Você vai precisar do Rogério hoje?

LOURENÇO: Não. Vou sair com o meu carro, não sei a hora que chego! Como semana que vem vamos viajar, preciso deixar tudo encaminhado.

MELISSA: Eu preciso ir fazer os últimos ajustes no vestido e quero passar no shopping depois, caso você chegue e eu não esteja, já sabe.

LOURENÇO: O que vai fazer no shopping?

MELISSA: Quero espairecer. Não estou aguentando ficar em casa. Faltam dois dias para o nosso grande dia e não estou conseguindo controlar a minha ansiedade.

LOURENÇO: Certo! Qualquer coisa me liga.

Ele se despede da noiva e sai. Corta para:

CENA 3 – INT. / ESCOLA EVOLUÇÃO DO SABER/SALA DE AULA – DIA.

O professor Matheus está passando matéria no quadro quando se vira para os alunos.

MATHEUS: Como estamos chegando no fim do semestre e daqui uma semana todos vocês estarão de férias, eu quero que nesses últimos dias vocês façam um projeto.

Os alunos começam a reclamar todos juntos.

VANESSA: Mas professor, a gente está cheio de prova nessa última semana!

MATHEUS: Vão ter mais uma então! Ou vocês preferem um projeto em dupla como eu ia passar? Vocês reclamam demais! Por isso, sou eu quem vou escolher as duplas.

Os alunos voltam a reclamar.

MATHEUS (alterado): Vocês vão me ouvir ou vou ter que dar zero para a turma toda?

Os alunos ficam em silêncio.

MATHEUS: Cada dupla terá uma obra literária para pesquisar e terão que me entregar na próxima aula. As duplas serão as mesmas que estão aqui na sala hoje. E nem adianta trocar de lugar agora!

VANESSA: Mas a Carolina e o Charles não estão.

MATHEUS: Temos uma dupla então! Copiem no caderno enquanto faço o sorteio das obras.

Eles começam a copiar o conteúdo no caderno.

LUCAS: Péssimo dia para um novato sentar do seu lado né?

GABRIEL: Provavelmente eu sobraria do mesmo jeito. Não foi tão ruim assim, melhor um novato do que outra pessoa dessa sala.

LUCAS (rindo): Fico mais tranquilo então!

Eles voltam a copiar o que está no quadro. Corta para:




CENA 04 – EXT. / PRAÇA DA CIDADE – DIA.

Carolina continua sem saber o que falar para Charles que fica sem graça com a situação.

CHARLES: Essa seria uma boa hora para falar que eu não tenho nenhuma chance. Ou que eu posso ter uma pontinha de esperança.

CAROLINA: Você sabia que eu sou uma pessoa horrível?

CHARLES: Sério que você tem essa visão de você?

CAROLINA: Um cara precisou morrer para eu começar a ter um pouco de noção e enxergar os outros.

CHARLES: Todos nós temos nossas fases e você não é uma pessoa horrível por isso!

CAROLINA: Minha família é horrível, minha mãe está transando com o meu amigo, meu pai vai casar com uma golpista… o que você quer comigo?

CHARLES: Eu não estou apaixonado pela sua família, estou apaixonado por você. Desde o primeiro momento em que coloquei os olhos em você sabia que era diferente.

CAROLINA: Eu não sei o que dizer… ninguém se declarou para mim antes.

CHARLES: Ué, mas não é você que deixa todos os caras babando na escola?

CAROLINA: Os caras correrem atrás de mim não significa que estão apaixonados né? Até por que eu nunca fui uma pessoa romântica.

CHARLES: É por que você não tinha me conhecido.

CAROLINA (ri): Ata, claro!

CHARLES: Mas sério, eu achei que você também sentia algo por mim… por isso me atrevi a te roubar um beijo.

CAROLINA: Eu não sei o que eu sinto ou o que eu quero. Ao mesmo tempo que a minha vida está um caos, me sinto bem perto de você. Desde que a gente se aproximou, eu sinto algo diferente. Mas não sei dizer se é amor. Sempre achei que amor fosse coisa de conto de fadas e séries americanas. 

CHARLES: Você quer um amor que consome. Quer paixão, aventura. E até mesmo um pouquinho de perigo.

CAROLINA (rindo): Isso é The Vampire Diaries! Golpe baixo!

CHARLES: Mas serve para você também. E para todos nós. Alguns, como você, são mais abertos para a vida e aproveitam sem pensar em consequências. Vivem o ensino médio como todos nós deveríamos viver. Alguns, como eu, são presos em um casulo até encontrar alguém que mude isso. Antes de você, eu jamais imaginei ir em uma festa numa ilha. Passar o final de semana assistindo séries com amigos. Estar planejando uma viagem nas férias. Você me mostrou que a gente não precisa levar tudo tão a sério, e sou grato por isso. 

CAROLINA (emocionada): Eu não sei o que falar!

CHARLES: E talvez por você ter me mostrado tudo isso que eu me apaixonei por você. E eu adoro quando você fica irritada com alguma coisa e qualquer um que chegue perto de você vira alvo. Eu adoro quando você dorme nas aulas de português toda vez que o professor começa a passar aqueles textos. – eu já saquei que você não gosta de português, entende? – E quando vamos no cinema, o grupo quer terror e você romance. É aí que você deixa a máscara cair e mostra o quanto quer ser amada. Você é uma pessoa forte, mas não precisa ser assim durante vinte e quatro. 

CAROLINA: Eu sabia que a minha implicância com você no primeiro dia de aula tinha algum motivo. 

CHARLES: O motivo é eu ser mais maravilhoso que você?

CAROLINA: Não. O motivo é ter percebido que você seria o meu ponto fraco. Que o que eu vinha me esforçando para não acontecer, ia acontecer se você ficasse perto.

CHARLES: Eu não quero ser o seu ponto fraco, quero ser o seu ponto de paz.

Ao som de “Seu Costume – Bruno Gadiol part. Gabriel Nandes”, Carolina beija Charles. Corta para:

CENA 05 – EXT. / FRENTE DA CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/RUA – NOITE.

Charles leva Carolina até o portão de casa e a beija.

CAROLINA: Amanhã você não vai ter mudado de ideia?

CHARLES: Com toda a certeza que não!

CAROLINA: Então tá bom. Nos vemos na escola?

CHARLES: Nos vemos na escola! E pense no que conversamos. Dê uma chance para a sua mãe!

CAROLINA: Pode deixar! Até amanhã.

Charles vai embora e Carolina entra em casa. Corta para:

CENA 06 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/SALA DE ESTAR – NOITE.

Carolina entra em casa e Nádia está sentada no sofá preocupada.

NÁDIA: Aonde você estava até agora? E qual a dificuldade de atender o celular? 

CAROLINA: Eu estava com o Charles. 

NÁDIA: E qual o problema em atender?

CAROLINA: Eu não queria falar com você.

NÁDIA: Você sabe que o que fez aqui mais cedo passou de todos os limites?

CAROLINA: Você passou de todos os limites quando se deitou com o meu melhor amigo.

NÁDIA: Minha vida voltou a ser pauta?

CAROLINA: A consequência das tuas atitudes respingam na minha vida. 

NÁDIA: Eu não posso mais me privar de ser feliz por você. 

CAROLINA: Então quer dizer que eu privava você de ser feliz?

NÁDIA: Eu tive você muito nova Carolina. Eu sofri muito para criar você sozinha, pois seu pai nunca estava. Talvez você nunca entenda, mas eu só preciso viver sem pensar no que os outros vão pensar. 

CAROLINA: Vamos fazer um trato?

NÁDIA: O que?

CAROLINA: Você pode fazer o que quiser, mas nada que envolva amigos meus e nem do meu colégio. Você nunca mais vai ver o Leon. Ele nunca mais vai pisar nessa casa, porque nem eu quero olhar para cara dele.

NÁDIA: Você não pode virar as costas para ele por causa disso!

CAROLINA: Ele não pensou em mim em nenhum momento.

NÁDIA: Você está sendo radical!

CAROLINA: É isso ou eu vou morar com o papai.

NÁDIA: Não pense que eu estou aceitando esse acordo por medo de você ir morar com seu pai, entendeu? Eu duvido que aquela mulher te aceite lá.

CAROLINA: Se não aceitasse, eu não iria passar uma semana das férias lá.

NÁDIA: Eu não vou discutir com você. Faça o que bem entender!

Nádia vai para o quarto. Corta para:

CENA 07 – INT. / APARTAMENTO DE MIGUEL E ANDRÉ/COZINHA – NOITE.

Ao som de “Rebeldia – Projota”, Lucas, Willian, Miguel e André estão jantando e conversando sobre o primeiro dia de aula. Corta para:

CENA 08 – INT. / ESCOLA EVOLUÇÃO DO SABER/CORREDOR – DIA.

A música continua. Vanessa e Gabriel estão no corredor quando Charles e Carolina chegam de mãos dadas surpreendendo os amigos que ficam felizes com a revelação. Corta para:

CENA 09 – INT. / CASA DE LOURENÇO E MELISSA/QUARTO DE MELISSA E LOURENÇO – DIA.

Dias depois…

Melissa está pronta para o casamento quando Rogério entra no quarto.

ROGÉRIO: Está todo mundo esperando você!

MELISSA: Você já viu algum casamento começar na hora marcada?

ROGÉRIO: Você já está há mais de uma hora atrasada.

MELISSA: Isso é muito bom. Mais emoção!

Rogério se aproxima de Melissa.

MELISSA: Se afasta. Ficou louco?

ROGÉRIO: Não é que você conseguiu enganar o trouxa?

MELISSA: Eu só entro para ganhar. Eu falei para você!

ROGÉRIO: Eu só quero um beijo antes de você subir naquele altar.

MELISSA: Vai ficar querendo! E se alguém aparece?

ROGÉRIO: Tá todo mundo entretido lá em baixo, ninguém vai se dar conta que o motorista sumiu.

MELISSA: Vá logo! 

Rogério não atende o pedido de Melissa e a rouba um beijo. Nessa mesma hora, Carolina entra no quarto e pega os dois no flagra. 

CAROLINA: O que está acontecendo aqui?

Melissa fica sem reação. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 12

Curtiram o capítulo? Deixe sua opinião nos comentários, ou em uma mensagem privada, temos também twitterfacebook… um escritor não é nada sem os leitores. Sua opinião é importante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here