Rebeldia – Capítulo 10

Confira as emoções do décimo capítulo de Rebeldia.

0
370
portal-comenta-rebeldia--captulo-10

CENA 1 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/SALA DE ESTAR – DIA.

Carolina e Charles continuam sem saber o que falar.

CAROLINA: Você quer subir? A galera está lá em cima assistindo The Vampire Diaries.

CHARLES: Não quero incomodar! Só vim ver se você estava bem depois de tudo o que aconteceu.

CAROLINA: Estou bem, amanhã eu já estou de volta ao colégio.

CHARLES: Eu fico feliz, foi um susto e tanto.

CAROLINA: Foi sim, mas quero esquecer tudo o que aconteceu.

CHARLES: Bom, se você está bem… eu já vou indo! 

CAROLINA: Já? Tem certeza que não quer subir e ficar com a gente? Se enturmar?

CHARLES (ri): Quem diria que Carolina estaria me convidando para ficar no mesmo ambiente que ela por mais de dez minutos.

CAROLINA (ri): Eu não fui legal com você porque você não me ajudou a te ajudar.

CHARLES: Claro… com certeza a culpa foi minha!

CAROLINA (séria): Eu sei que fui um pouco idiota, mas eu estava passando  por momentos difíceis e acabei descontando em quem não tinha nada a ver.

CHARLES: Todos temos nossos dias difíceis, mas vai passar.

CAROLINA: E aí, vai ficar?

CHARLES: Tem certeza que eu não vou incomodar?

CAROLINA: Absoluta!

Os dois vão subir as escadas, mas Carolina para antes.

CAROLINA: Antes de a gente se juntar aos outros, queria agradecer você por tudo o que fez por mim sem mesmo me conhecer direito.

CHARLES: Não precisa agradecer. Faria por qualquer pessoa!

CAROLINA: Eu nunca fui uma pessoa muito amigável com quem não conheço. Às vezes fico imaginando se eu não mereci o que aquele monstro tentou fazer comigo.

CHARLES: Nunca mais repita isso! Ninguém merece passar por uma coisa dessas e você poderia ser a pior pessoa do mundo, ainda assim, merece respeito. 

Carolina sorri e os dois vão para o quarto. Corta para:

CENA 2 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/QUARTO DE CAROLINA – NOITE.

Ao som de “Rebeldia – Projota”, Leon, Carolina, Charles, Vanessa e Gabriel estão assistindo ao episódio e conversando. Vimos algumas trocas de olhares entre Carolina e Charles. Corta para:

CENA 3 – INT. / ORFANATO/SALA DE VIVÊNCIA – DIA.

A música continua. Os dias começam a passar… vimos alguns momentos entre André, Miguel, Willian e Lucas. Corta para:

CENA 4 – INT. / ESCOLA EVOLUÇÃO DO SABER/CORREDOR – DIA.

A música continua. Os dias continuam a passar… vimos alguns momentos do grupo na escola. Charles cada vez mais próximo do grupo. Ethel tentando provocar Carolina sempre que pode. Corta para:

CENA 5 – INT. / APARTAMENTO DE MIGUEL E ANDRÉ – DIA. 

A música continua. Os dias continuam a passar… vimos alguns momentos da rotina do casal e o momento em que a assistente social vai entrevista-los e conhecer o local aonde moram. Corta para:

CENA 6 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/COZINHA – NOITE.

A música continua. Os dias continuam a passar…Carolina, Charles, Leon, Vanessa e Gabriel preparam pizzas em um momento descontraído do grupo. Depois aparece o grupo assistindo filmes de terror. Carolina e Charles estão um ao lado do outro e cada vez mais próximos. Corta para:

CENA 7 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/QUARTO DE NÁDIA – DIA.

A música continua. Os dias continuam a passar… Vimos momentos de Nádia com Leon, deixando claro que ambos continuam se encontrando escondidos. Corta para:

CENA 8 – INT. / CASA DE LOURENÇO E MELISSA/QUARTO DO CASAL – DIA.

A música continua. Os dias continuam a passar… vimos Melissa fazendo os últimos ajustes na prova do vestido de noiva. Corta para:

CENA 9 – INT. / ORFANATO/ESCRITÓRIO – DIA.

A música continua. Os dias continuam a passar… vimos o momento em que Lizandra entrega as papeladas para Miguel e André. Os dois emocionados, falam com Willian e Lucas. Willian e Lucas se despedem de Lizandra e do restante dos garotos no orfanato. Corta para:

CENA 10 – INT. / APARTAMENTO DE MIGUEL E ANDRÉ/SALA DE ESTAR – DIA.

André abre a porta e Willian e Lucas entram. Willian não esconde a emoção, Lucas tenta aparentar tranquilidade. Miguel entra por último e fica ao lado de André.

MIGUEL: Depois de dois meses sonhando com esse momento, sejam bem-vindos.

ANDRÉ: Como não sabíamos que seriam dois, por enquanto vocês irão dividir o quarto, mas já estamos reformando, como vocês podem ver, e logo o segundo vai estar pronto.

WILLIAN: Nós nunca nos importamos em dividir o quarto, não precisavam se preocupar.

MIGUEL: Aqui é a casa de vocês agora e a gente quis dar um cantinho para cada um.

André leva eles até o quarto que irão dividir por alguns dias.

ANDRÉ: Nós vamos deixar vocês arrumando as coisas, qualquer coisa podem chamar. Enquanto isso, vou preparar um almoço para nós.

MIGUEL: Sou suspeito, mas a comida do André… vocês precisam provar.

ANDRÉ: Vocês tem alguma preferência?

Willian começa a chorar e Lucas fica sem reação. Miguel e André se aproximam.

MIGUEL: Aconteceu alguma coisa? Falamos algo de errado?

WILLIAN (tentando se acalmar): Vocês não sabem o quanto eu sonhei com esse momento! Obrigado!

Willian abraça os dois que retribuem com os olhos cheios d’água. Miguel puxa Lucas para o abraço que acaba se rendendo.

MIGUEL: Vocês não fazem ideia do quanto sonhamos com esse momento! Desde sempre, a gente sempre sonhou em ter uma vida estabilizada para que tivéssemos a oportunidade de adotar. O sonho se tornou realidade hoje!

ANDRÉ: Agora vamos se recompor, porque as roupas não irão ir para o armário sozinhas e nem o almoço vai ficar pronto.

Miguel e André se olham e sorriem um para o outro. Lucas e Willian começam a arrumar as coisas no armário. Corta para:

CENA 11 – INT. / CASA DA FAMÍLIA NOGUEIRA/SALA DE ESTAR – DIA.

A família está almoçando e conversando.

EDGAR: E quais são os seus planos para as férias?

CHARLES: Ainda não decidimos, mas acho que vamos acampar.

MARIA APARECIDA: Acampar nas férias de inverno? Ficou maluco? Além de ser perigoso!

CHARLES: Fique tranquila mãe. A gente ainda não decidiu!

PÉROLA: Vocês perceberam que agora ele só fala no plural? Depois nega que está namorando com aquela patricinha.

CHARLES: O plural quer dizer todos do grupo, não só eu e Carolina. Entendeu? Agora fique na sua.

EDGAR: Mas você reparou que vocês fazem tudo juntos? Você nem tem ficado em casa nos últimos meses.

CHARLES: Você não queria que eu me enturmasse, então… pela primeira vez eu posso dizer que tenho amigos.

EDGAR: Não estou achando isso ruim, muito pelo contrário, só quero que você continue sendo esse filho incrível e que não se deixe influenciar pelas atitudes dos outros. 

CHARLES: O que você está querendo dizer com isso?

PÉROLA: Que aquela garota é uma louca!

CHARLES: Eu já falei para você ficar na sua.

EDGAR: Eu sei que desde que aconteceu aquilo na casa da ilha, ela mudou um pouco, mas o histórico da Carolina não é dos melhores.

CHARLES: Fique tranquilo pai, sei muito bem me cuidar. A Carolina é uma pessoa muito boa, só é meio inconsequente às vezes.

EDGAR: Eu confio em você!

Os quatro voltam a almoçar. Corta para:

CENA 12 – INT. / CASA DA FAMÍLIA ALBUQUERQUE/SALA DE ESTAR – DIA.

Nádia desliga o celular e olha para Leon que está sentado no sofá.

NÁDIA: Eu ainda não estou acreditando que a Carolina vai mesmo ser a dama de honra do casamento daquele desgraçado.

LEON: Bom ou ruim, ele é o pai dela.

NÁDIA: Mas ele abandonou a gente! Entendo ter contato com ele, mas com aquela mulher? Não consigo entender!

LEON: Você sabe como é a Carolina! Até ontem ela não queria saber da mulher, agora está sendo a dama de honra dela? Não sei se vai vir boa coisa dessa história.

NÁDIA: Você está querendo dizer que a minha filha vai aprontar algo?

Leon se levanta e vai até Nádia, a beijando em seguida.

LEON: Porque não paramos de falar da Carolina e aproveitamos que estamos sozinhos aqui?

Os dois se beijam perto da janela. Na rua, Ethel passa com Vitório e para pra olhar a cena.

ETHEL (surpresa): Olha aquilo ali!

VITÓRIO (olhando para Nádia e Leon): Aquele não é o amigo da Carolina?

ETHEL (rindo): E aquela é a mãe!

Ethel pega seu celular e bate fotos do momento quente entre os dois.

ETHEL (mostrando as fotos para Vitório e rindo): Deus é meu melhor amigo e estar aqui, nesse exato momento, é a prova disso. – debochando – E eu, como a boa pessoa que sou, preciso mostrar isso para a Carolina. Imagina se fosse o meu amigo pegando a minha mãe? Eu ia querer saber.  

Ela começa a rir e os dois voltam a andar. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 10

Curtiram o capítulo? Deixe sua opinião nos comentários, ou em uma mensagem privada, temos também twitterfacebook… um escritor não é nada sem os leitores. Sua opinião é importante!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here