O Que Restou de Nós? – Capítulo 03

Conrado termina tudo com Rebeca e Frederico se revela irmão de Paloma. Leia o terceiro capítulo de O Que Restou de Nós?

0
165
portal-comenta-o-que-restou-de-ns--captulo-03

LEIA O CAPÍTULO ANTERIOR!

CENA 1 – INT. / APARTAMENTO DE CONRADO/QUARTO – DIA.

Rebeca se levanta e começa a cheirar Conrado que se afasta.

CONRADO: Você ficou louca?

REBECA (começa a dar gargalhada): Você acha que eu sou idiota? Foi por isso que me deixou a pé? Por causa da vagabunda que passou a noite com você?

CONRADO: Do que você está falando?

REBECA (começa a cheirar a roupa de Conrado): Não seja esse tipo de homem! Vai negar que esse cheiro não é de mulher?

CONRADO (irritado): Eu quero que você vá embora do meu apartamento!

REBECA: Qual a necessidade disso?

CONRADO (se altera): Eu não aguento mais as suas loucuras! Você não percebe que é desequilibrada? A gente não tem nada a ver! Nós não temos mais nada faz tempo e só você não entende isso.

REBECA: E por você achar que não tem nada faz tempo, é super fácil ir trepar com outra uma hora depois da última briga?

CONRADO: Você não tem mais nada a ver com a minha vida. Eu te dei todas as chances para ser uma pessoa melhor, mas agora acabou! Eu não quero mais nada com você, só que saia do meu apartamento e me esqueça!

REBECA: Você só é um filhinho de papai como os outros. É você que paga seu apartamento ou seu pai que está em outro país se matando de trabalhar para dar uma vida boa ao filho? Sem contar sua mãe que não aguentou esse zero à esquerda que colocou no mundo e se matou.

Conrado levanta a mão para Rebeca mas se controla.

REBECA (assustada): Você ia me bater? Bate! Bate na minha cara!

CONRADO: Sai do meu apartamento agora!

Conrado pega Rebeca pelo braço e tira ela do apartamento. No corredor, ao som de “Grito Mudo – Sandy”, Rebeca chora compulsivamente e vai embora. Corta para:

CENA 2 – INT. / CASA DE NILZE/SALA DE ESTAR – DIA.

Nilze entrega uma xícara de chá para Heloísa que não consegue parar de chorar. 

NILZE: Você sabe que aquela mulher sempre foi uma bruxa e jamais aceitaria o casamento fácil.

HELOÍSA: Mas eu não consigo entender o que aconteceu. Aonde está o Humberto? Ela poderia fazer o que quisesse com ele, mas eu sempre acreditei que ele estaria lá por mim. Não deixaria se levar pelas coisas que a mãe dele falava.

NILZE: Aquela mulher é capaz de qualquer coisa para manter o nome da família dela longe de escândalos. Você acha que ela não armou para o Humberto sumir?

HELOÍSA: Se ela armou para ele sumiu no dia do casamento, então ele voltará para mim em algum momento. 

NILZE: Você acredita mesmo que teria alguma chance de ele ter sumido por conta própria?

HELOÍSA: Humberto vive das custas do dinheiro da família dele, diferente da gente que sempre lutou pelo nosso dinheiro. Será que o amor dele era tão verdadeiro ao ponto de abdicar dessa vida boa?

As duas continuam conversando. Corta para:

CENA 3 – INT. / RESIDÊNCIA DA FAMÍLIA FALCÃO/QUARTO – DIA.

Frederico (25 anos) chega e Marta está sentada no altar destruído por ela mesma. Frederico vai até ela.

FREDERICO: O serviço foi concluído com sucesso!

MARTA (vibra): Que maravilha! Agora eu estou pensando em comemorar de outra forma. 

Marta tenta levantar e quase cai, mas Frederico a segura.

FREDERICO: De que forma?

MARTA: Que tal você me esperar no quarto? Faz tempo que eu não pego uma carne novinha.

FREDERICO: Com todo o respeito… a senhora ficou louca?

MARTA: Qual é o problema? Aposto que você só ganharia em fazer a sua patroa feliz.

FREDERICO: Você está bêbada. Vou levá-la para o quarto.

Frederico pega Marta no colo e a leva para o quarto, colocando-a na cama, ela o puxa.

MARTA: Você não vai me fazer essa desfeita né?

FREDERICO: Meu horário já deu. Preciso ir.

Frederico vai sair do quarto, mas antes de chegar na porta, Marta grita.

MARTA: Você é só mais um imprestável dentro dessa casa. Aposto que é virgem, nunca teve uma mulher na cama. Ou é pequeno? Por isso que tem tanta mulher pegando mulher, os homens de hoje são uns bosta.

Frederico ouve aquelas palavras e vira para Marta. Ele tira a roupa e vai até ela.

FREDERICO: Depois eu não quero a senhora pedindo pra parar. Sabe né? Você não é mais uma garotinha.

MARTA: Você… (ele tampa a boca dela)

FREDERICO: Você pode ser a minha patroa fora desse quarto. Aqui dentro sou eu que mando!

Ele a pega com força. Corta para:

CENA 4 – INT. / CASA DE PALOMA/SALA DE ESTAR – NOITE.

Paloma está se arrumando para sair e Frederico entra sem nem bater na porta.

FREDERICO: Aonde a minha querida irmã vai?

PALOMA: O que você está fazendo aqui? 

FREDERICO: Isso é jeito de falar com o seu irmão mais velho?

PALOMA (se aproxima dele): Você acha que eu não sei que era os seus amigos ontem no supermercado?

FREDERICO: Do que você está falando?

PALOMA: Tinha um novato no grupo que provavelmente não sabia que eu era a sua irmã e tentou se passar comigo. O Pedro mandou ele vazar. Você acha que eu não conheço seus amigos, Frederico? Você acha que consegue me enganar? Você está trabalhando com uma mulher importante e ganhando muito bem. Qual é a necessidade? Por que você não cria juízo? 

FREDERICO: Você não sabe o que eu passo com aquela mulher!

PALOMA: Você acha que eu também sou feliz naquele emprego?

FREDERICO: É por isso que eu estou lutando para a gente ter uma vida melhor.

PALOMA: Eu jamais vou aceitar o seu dinheiro sujo. Eu quero que você entenda que tudo que vem fácil, vai fácil.

FREDERICO: Qual o problema em roubar de quem tem demais e não dá valor?

PALOMA: Eu não sou ladra e nem vou compactuar com isso.

FREDERICO: Logo eu não vou mais precisar ter capangas Paloma.

PALOMA: Do que você está falando? 

FREDERICO: Que a vida que eu sempre sonhei está mais perto do que você imagina.

PALOMA: Você é uma decepção! Saia da minha casa!

FREDERICO: Quando eu estiver por cima não venha me procurar.

PALOMA: Não se preocupe com isso!

Frederico sai da casa de Paloma. Corta para:

CENA 5 – EXT. / FRENTE DO PRÉDIO DE CONRADO/CARRO – NOITE.

Rebeca observa de longe o movimento até que vê Conrado saindo de carro e vai atrás dele. Corta para:

CENA 6 – EXT. / FRENTE DA CASA DE PALOMA – NOITE.

Conrado bate na porta e Paloma abre radiante. Os dois se beijam apaixonados.

CONRADO: Você está linda! Vamos?

PALOMA: Tem certeza que essa roupa não está feia?

CONRADO: Não, você está maravilhosa!

REBECA: Eu que entendo de moda e tenho bom gosto posso afirmar que ninguém merecia usar uns trapos como esse. 

PALOMA: Quem é você?

CONRADO: O que você está fazendo aqui?

REBECA: Conrado não falou de mim? Eu sou a noiva dele!

Paloma olha para Conrado com lágrimas nos olhos. Corta para:

FIM DO CAPÍTULO 3

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here