Com show intimista e intenso, Jão consegue se firmar como um dos melhores cantores pop da geração

Cantando suas frustações, Jão apresenta um show intimista inesquecível e se firma como um dos melhores cantores pop da geração

0
1526
portal-comenta-com-show-intimista-e-intenso-jo-consegue-se-firmar-como-um-dos-melhores-cantores-pop-da-gerao
Foto: Delduque Avelino

Faz dois meses, que a nova sensação do pop na internet, Jão, lançou seu álbum intitulado “Lobos”, com músicas reflexivas e boas de ouvir, que não saem do meu repeat. Até que, como toda pessoa que fica viciado em um disco, fui para o show da turnê que leva o mesmo título do álbum, com a expectativa lá em cima. E elas foram atendidas com sucesso.

portal-comenta-com-show-intimista-e-intenso-jo-consegue-se-firmar-como-um-dos-melhores-cantores-pop-da-gerao
Foto: Delduque Avelino

Quando Jão surge na sombra do palco gritando os versos “Porra, a gente se ama e isso é lindo demais”, da faixa Lindo Demais, as luzes se acendem e a plateia delira, cantando todos em um uníssono. Até porque seu público LGBT+ é bem extenso e acabam se enxergando nos versos da canção, como em “O seu pai me odeia e o mundo odeia o nosso amor. Te ver na madrugada tem um gostinho de pavor…”. Em tempos em que a homofobia tristemente se faz presente, por que não pensar que Jão está se referindo a um amor tão marginalizado?

portal-comenta-com-show-intimista-e-intenso-jo-consegue-se-firmar-como-um-dos-melhores-cantores-pop-da-gerao
Foto: Delduque Avelino

E assim, ele vai cantando suas canções, como Ainda Te Amo e Me Beija com Raiva, que são desabafos de amores, confusões, frustrações, paixões impulsivas e decepções que cometemos durante a juventude. E por isso é comum ver o público cantando de olhos fechados, com mãos no peito e numa entrega, sentindo totalmente os trechos cantados. E como fenômeno que surgiu na web fazendo covers, eles têm vez no setlist com Você Não Me Ensinou a te Esquecer, numa belíssima interpretação por sinal, do Caetano Veloso, Codinome Beija-Flor de Cazuza, e ainda, da diva pop Beyoncé com Crazy in Love, outra grata surpresa ouvida em sua voz.

Suas primeiras músicas autorais, Dança pra mim, Álcool e Ressaca também fazem parte do show, que dura uma hora. Até a hora que o músico do interior canta o sucesso, lançado no início do ano, e o projetou com um público bem maior, que inclui a mim, Imaturo, numa ótima versão, agradando até aos que já estavam cansados de ouvir a música que tem tocado bastante por aí. Um dos momentos mais lindos é quando ele canta Monstros, faixa que fecha o álbum e mostra de maneira linda, um processo de amadurecimento, que envolve o medo de arriscar e de trocar aquilo que já se conhece por algo novo. A insegurança pode bater, mas a mensagem aqui é a de esperança: ninguém evolui se ficar no mesmo lugar.

E num momento onde artistas investem em shows cheios de magia, cenários gigantescos e até acrobacias nos palcos, Jão mostra que há jovens capazes de arriscar, trazendo um palco cru e intimista, e conquistando sim seu espaço e povo. A canção que abre o disco Vou Morrer Sozinho, e encerra o show, deixa claro que, se tem um problema que Jão nunca mais vai enfrentar, é a solidão, já que duas mil vozes cantavam com ele “Ai, meu Deus, eu vou morrer sozinho…”. Ele já sabe que pode correr com seus lobos, pois formou a sua ~ intensa e fiel ~ alcateia.

portal-comenta-com-show-intimista-e-intenso-jo-consegue-se-firmar-como-um-dos-melhores-cantores-pop-da-gerao
Foto: Delduque Avelino

Os próximos shows são em: Curitiba (PR), Uberlândia (MG), Belém (PA), Manaus (AM), Recife(PE), Porto Alegre (RS) e Campinas (SP).

Resenha escrita por Delduque Avelino

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here