A desvantagem de não assistir um filme

A descoberta do quanto o recurso 'Sugestões Pra Você' da Netflix pode ser útil

0
143
portal-comenta-a-desvantagem-de-no-assistir-um-filme

Sou um cinéfilo assíduo, daqueles que pode assistir três filmes ou mais no mesmo dia tranquilamente. Só tem um detalhe, é que gosto de assistir e rever o mesmo filme centenas de vezes. Até quando estão no cinema. Capaz de eu ir ver de novo um filme que adorei e deixar de assistir algum outro lançamento. Por conta disso, acabo deixando de conferir alguma preciosidade cinematográfica e é o caso do excelente filme “As vantagens de ser invisível”. O filme é de 2012, entretanto só ontem fui assisti-lo pela primeira vez no streaming Netflix, devido a aba sugestões para você.

Em “As vantagens de ser invisível” conhecemos o personagem Charlie, um típico adolescente de 15 anos que enfrenta o suicídio do único amigo, a morte de sua tia nunca superada, as dificuldades de uma nova escola, o primeiro amor e suas questões existenciais e familiares. Até que sua presença é notada, ele conhece Sam e Patrick, dois irmãos que, como adolescentes que são, acreditam que aproveitar a vida é preciso. Charlie aprende com eles sobre a amizade, como conviver com pessoas diferentes, como reagir e lidar com seus traumas e medos. O filme me fez pensar sobre quem fui e quem sou, sobre desejar viver a vida e ao mesmo tempo querer fugir dela. O que mais gostei sobre Charlie é que ele permanece fiel a si mesmo, sem ver maldade onde todos veem. Claro que como jovem, faz coisas ilícitas, mas seu coração é puro, e mesmo diante dos seus amadurecimentos, isso não muda. Pode parecer só mais um filme adolescente, falando de uma crise adolescente, com um enredo simplório. Entretanto toda simplicidade traz uma história complexa, exibe situações que nos questiona como se estivéssemos vivendo-as.

É uma história única, inesquecível, que me deixou lições e pensamentos e também duas atitudes: parar de só assistir os mesmos filmes de sempre e se interessar mais pelo recurso “sugestões para você”.

Texto escrito por Delduque Avelino

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here